BLOG

Criador de YouTubers

Blog da criador de youtubers.com com dicas, tutoriais e novidades para turbinar e melhorar suas redes sociais como Instagram, Facebook, Youtube, Twitter, Spotify e TikTok

O que é strike no YouTube e como evitar ser punido na plataforma

O strike no Youtube foi o formato que a plataforma de vídeos desenvolveu para realizar a punição de produtores de conteúdo que não estão em sintonia com o cumprimento da política desenvolvida pela maior rede social de vídeos. Desmonetização de canais e até mesmo o encerramento da conta podem acontecer.


Se seu canal usa vídeos ou imagens e sons de terceiros, provavelmente você já ouviu falar sobre o strike no YouTube. O mais famoso meio de comunicação para a divulgação de vídeos no mundo do marketing digital, o YouTube conta com um conjunto de regras para assegurar que os direitos intelectuais e humanos sejam respeitados pelos produtores de conteúdos e donos de canais na rede social.


Hoje nesse artigo, explicaremos o que é o strike para que você entenda como evitar esse tipo de penalidade e como agir caso o canal receba uma notificação. Afinal, além do uso do espaço para monetização (com a permissão para que sejam exibidos anúncios), o canal pode ser a chave para fortalecer o relacionamento da marca com a audiência. Ótima leitura!


Entenda o que é strike no YouTube

Trata-se de um aviso criado para reforçar as diretrizes da comunidade.

Foi desenvolvido para que todos tenham seu próprio canal, algumas pessoas infringem uma ou várias regras, seja sem saber, no intuito de enriquecer a estratégia de conteúdo no YouTube, ou mesmo de forma consciente, em uma tentativa de ganhar visibilidade e até mesmo aumentar a monetização.

Quando alguma pessoa encontra esse tipo de infração, que podem ser conteúdos ofensivos, abusivos ou com o uso indevido de propriedade intelectual de terceiros, ela pode fazer uma denúncia para o YouTube. A plataforma encaminhará o pedido para um de seus analistas conferir se o canal realmente violou alguma das regras estabelecidas.

Caso o analista perceba que a denúncia procede, então o canal poderá levar um strike (uma espécie de aviso). No primeiro, o proprietário do canal precisará participar de um curso de direitos autorais para ampliar seu entendimento sobre como eles funcionam no YouTube. Lembrando que o influenciador digital tem direito de resposta.

Dois pontos fortes que impactam negativamente um canal do YouTube depois de um strike são em relação à monetização do canal e à restrição ao acesso, impedindo de subir novos vídeos ou fazer lives. Entretanto, a política dessa rede social apresenta várias oportunidades para que o responsável pelo canal tome as providências necessárias. Funciona assim:

  • advertência — na primeira vez que o canal infringe as normas, ele não leva um strike, mas uma advertência;

  • strike 1 — é o primeiro aviso, o canal tem 90 dias para regularizar a situação e ficará banido por 7 dias;

  • strike 2 — neste segundo aviso, o gerente da página também terá 90 dias para corrigir a questão denunciada e o canal será banido por 14 dias;

  • strike 3 — por fim, se o canal recebe um terceiro strike, tanto ele quanto seu criador serão excluídos permanentemente do YouTube.

Saiba como evitá-lo

Para um Canal, entender sobre o processo que leva a um strike no YouTube é fundamental.

Afinal, além de gerenciar o próprio canal, é comum ter ideias, baixar e utilizar pedaços, trechos ou copiar parte de vídeos de outras pessoas.

Então, no gerenciamos da pré produção do conteudo já e um parte fundamental para o criador identificar, pesquisar e repensar na utilização do conteudo que poderá gerar conflito na plataforma.

O primeiro ponto é estudar todas as regras e diretrizes da comunidade do YouTube. Também é importante acompanhar nosso blog :)

Para isso, o criador acompanhando nosso blog, ficara sempre ligado nas novas atualizações do YouTube.


Alguns conteúdos que estão no alerta do Youtube são:

  • spam e práticas enganosas — identidade falsa, spam, práticas enganosas, golpes, links para conteúdos externos que não estão de acordo com as regras da comunidade, envolvimento falso (comentários, compartilhamentos ou marcações de “gostei” conseguidos de outra forma que não espontaneamente);

  • conteúdo violento ou perigoso — discurso de ódio, assédio e bullying virtual, conteúdo explícito, violento, nocivo ou perigoso, conteúdo produzido ou que apoie organizações criminosas ou terroristas violentas;

  • conteúdo sensível — segurança infantil, nudez, conteúdo sexual, suicídio, automutilação, miniaturas personalizadas com perfil violento, pornográfico ou que levem o espectador a acreditar que assistirá algo que de fato não aparece no vídeo;

  • produtos regulamentados — esta categoria inclui todos os produtos que só são comercializados a partir de alguma regulamentação, como é o caso das armas de fogo (o YouTube inclui na mesma categoria os produtos ilegais);

  • outros — categoria importante de acompanhar, abrange os fatores que não estão relacionados ao tipo de conteúdo postado, mas à inatividade da conta, restrição por causa da idade mínima do responsável pelo canal ou postagens que incentivem à violação dos termos de serviço do YouTube.

Descubra se seu canal tem strike

Para verificar se o seu canal possui qualquer tipo de problema, como strike ou flag de algum direito autoral e bem simples, basta realizar os seguintes passos a seguir, faça o seguinte caminho:

  1. certifique-se de que você está logado com uma conta que tem permissão para acessar o YouTube Studio em questão;

  2. no painel do canal, clique em vídeos, localizado no menu do lado esquerdo, logo abaixo a foto do perfil;

  3. clique no ícone para filtrar (logo acima da lista de vídeos) e escolha reivindicação por direitos autorais;